Uma pesquisa feita na Universidade Johns Hopkins constatou, por meio de testes de memória, que o desempenho na habilidade de diferenciar imagens sutilmente diferentes era melhor em voluntários que tinham ingerido cafeína. Leia matéria completa no blog.